Tottenham diz que não liberou Romero e Lo Celso para as Eliminatórias e estuda multá-los

Publicado em Categorias Copa do Mundo 2022 noticias

Pouco menos de 24 horas após serem alvos de uma polêmica por burlarem os protocolos sanitários da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o jogo entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2022 – CONMEBOL, que seria disputado no último domingo (6), os jogadores platinos Giovani Lo Celso e Cristian Romero poderão ter mais encrenca pela frente. Isso porque segundo a imprensa inglesa, o Tottenham, clube que defendem na Terra da Rainha, não teria liberado os atletas para os compromissos sul-americanos e estuda maneira de multá-los.

Além deles, Emiliano Martínez e Emiliano Buendía, ambos do Aston Villa, também teriam restrições para disputarem essa sequência das Eliminatórias. Porém, a Associação de Futebol Argentino (AFA) teria entrado em acordo com a Premier League para que eles jogassem duas das três rodadas do torneio que seriam disputadas no período.

O motivo para tal é que a América do Sul está na lista vermelha elaborada pelo governo do Reino Unido. Dessa forma, ao retornarem ao “Velho Mundo”, os jogadores precisam cumprir dez dias de quarentena, o que fez com que os clubes impedissem eles de viajarem para os jogos nas Eliminatórias da Copa do Mundo 2022.

À época, o executivo-chefe da Premier League, Richard Masters, disse que:

“Os clubes da Premier League sempre apoiaram os desejos de seus jogadores de representar seus países, pois é uma questão de orgulho para todos os envolvidos. No entanto, os clubes têm relutantemente, mas com razão, chegado à conclusão de que seria totalmente irracional liberar jogadores sob essas novas circunstâncias”.

Entretanto, os jogadores também teriam de cumprir quarentena ao ingressarem no Brasil, o que não ocorreu. Diante da negativa e de uma falsificação de documentos ao entrarem em terras tupiniquins, a Anvisa impediu que os quatro atletas atuassem no duelo contra a seleção canarinho. Revoltados, os argentinos deixaram a partida, que seria disputada na Arena Corinthians.

Em pronunciamento oficial, a FIFA se manifestou sobre o ocorrido:

“A Fifa lamenta as cenas que antecedem a suspensão da partida entre Brasil e Argentina pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, que impediu milhões de torcedores de desfrutarem de uma partida entre duas das mais importantes nações do futebol do mundo.”

Pode lhe interessar: