Com Copa do Mundo a cada dois anos, Fifa quer Eliminatórias em apenas um mês

Publicado em Categorias Copa do Mundo 2022 noticias

A Fifa parece ir fundo no desejo de ter uma Copa do Mundo a cada dois anos, diferente do que acontece atualmente e não afetará a Copa do Mundo 2022 no Catar. Após colocar jogadores históricos para apoiar sua ideia, a entidade máxima do esporte bretão apresentou uma ideia completa de como será o cenário em meio ao calendário.

Segundo o francês Arsène Wenger, eterno técnico do Arsenal e atual diretor de desenvolvimento de futebol mundial da federação, a proposta é que as Eliminatórias sejam realizadas em um único mês, novamente de forma distinta d oque acontece hoje nas eliminatórias da Copa do Mundo 2022.

Durante seu discurso, Wenger classificou o calendário atual como “antiquado”. Ele afirmou que a Fifa deseja dar uma nova cara e “forma ao futebol do amanhã” com a ideia.

“Não queremos aumentar o número de jogos, queremos garantir o descanso dos jogadores, para que haja menos viagens, mais jogos importantes e mais oportunidades para que os jogadores brilhem”, explicou o francês. “Além disso, queremos reduzir a desigualdade entre os países que têm mais oportunidades e os que têm menos”, completou o eterno técnico do Arsenal.

Com a Copa do Mundo a cada dois anos, a Fifa pretende que, depois do Mundial de 2026, que será disputado nos Estados Unidos, México e Canadá, as competições continentais passem a ser disputadas em anos ímpares.

Ao ser questionado sobre, Wenger defendeu que o calendário seja organizado de maneira eficiente, para que sejam agrupadas as janelas internacionais de países, ao invés de diferentes paradas para “Datas Fifa”. “Não são práticas (as Datas Fifa). A ideia é reagrupar e jogar menos partidas de Eliminatórias”, concluiu.

Por trás da ideia da Fifa está uma disputa de queda de braço, uma vez que ela vê o futebol de seleções cada vez perdendo mais força em meio aos torneios de clubes. Após a ideia fracassada do seu Mundial de equipes não ir adiante, a entidade máxima do futebol quer tomar o protagonismo.

Mais informações: