Argentina estuda se retirar como anfitriã da Copa América 2021

Publicado em Categorias Copa América 2021 noticias

A incerteza sobre a Copa América 2021 não para. Devido à crise de saúde causado pela pandemia do COVID-19, foi necessário ter um plano B sobre os locais onde serão disputados os jogos do campeonato.

A Argentina, uma das sedes da Copa América 2021, permanece em suspense pelo aumento de casos e mortes devido à pandemia. Por isso, soube-se que a Colômbia possui um plano alternativo para receber as partidas que correspondem à Argentina.

Rumores

Existem várias fontes que falam de um único local do campeonato. O jornalista Christian Marín disse ao blog esportivo Blu Radio que um líder da Federação Colombiana de Futebol contatou um representante da Armênia. Nessa troca, segundo o jornalista, o representante do FCF disse que o torneio aconteceria apenas na Colômbia.

Na mesma linha, o jornalista afirmou que as partidas que foram atribuídas às sedes argentinas não aconteceriam nos estádios colombianos já estabelecidos, mas em outras sedes dentro do país produtor de café.

“Um alto executivo da Federação Colombiana de Futebol se comunicou diretamente com um importante dirigente da capital quindiana e anunciou que a Copa América será realizada na Colômbia e que se prepara para que a Armênia seja uma das sedes”. Christian Marín.

O jornalista Ricardo Orrego deu uma informação que coincide com a anterior: ele garante que os ministérios do Esporte e da Saúde estão trabalhando juntos para que o país receba 100% das partidas da Copa América.

“Eles esperam que em uma semana e meia, no máximo, haja uma decisão na Argentina. Mas a partir de agora começaram um trabalho conjunto com os ministérios do Esporte e da Saúde para preparar a Copa América na Colômbia ”, acrescentou. Orrego.

As possíveis sedes seriam Armênia, Pereira, Ibagué, Manizales e Bucaramanga.

A situação em ambos os países é crítica

A Colômbia não expressou intenção de suspender ou cancelar o campeonato em suas sedes, no entanto, as autoridades argentinas podem estar planejando se retirar de sua posição como país-sede. A crise na Argentina chega a mais de 500 mortes por dia devido ao COVID-19.

O presidente da Colômbia, Iván Duque, segundo o jornalista Ricardo Orrego, se reuniu com o embaixador da Argentina, Marcelo Stubrin, e com o ministro dos esportes da Colômbia, Ernesto Lucena. Na reunião, o presidente nacional deu um ultimato à Argentina para que se pronunciasse sobre o evento e se preparasse para a contingência.

“Se reuniram o ministro do Esporte (Ernesto Lucena), o embaixador argentino e o presidente (Iván Duque) e há um apelo claro: disseram à Argentina como país que a Colômbia não vai esperar que uma semana antes do início da Copa América decidam desmontar a festa “, disse Orrego.

Mais informação: